fbpx

Mulher encontrada morta, sem roupa dentro de córrego em Paracatu foi assassinada com golpe na cabeça

Um homem suspeito de ter matado Cleidimar Barbosa dos Santos, de 40 anos e jogado o corpo dela no córrego Rico em Paracatu foi preso atraves de um mandado de prisão por um crime de estupro.

De acordo com a polícia, após o corpo da vítima ser encontrado seminu dentro do Córrego Rico, foi iniciado uma investigação intensa para apurar as causas da morte, uma vez que o corpo apresentava sinais de violência física. 

O caso registrado como morte suspeita é investigado pela equipe de Policiais  da 2DRPC/Paracatu, que com uma minuciosa investigação, chegou ao possível autor de 28 anos de idade. O suspeito já possuía um mandado de prisão  por crime de estupro.

Segundo a polícia CIvil, durante o cumprimento do mandando de prisão do suspeito que estava em aberto, ele confessou que matou a mulher, alegando ter se desentendido com a vítima quando passava pelo corrego, local onde aconteceu o crime.

O Delegado que investiga o caso, representou então ao poder judiciário pela busca e apreensão de objetos na residência do suspeito, sendo cumprido no dia 22 de Julho, visando angariar maiores informações sobre o crime.

Ainda segundo novas informações foi constado que Cleidimara não foi estuprada, e que morreu devido um traumatismo crânio encefálico, após ser golpeada na cabeça.

Relembre o caso

Uma mulher de 40 anos foi encontrada morta dentro de um córrego na manhã do domingo (17-07-2022) em Paracatu.

Acionados pela sala de operações da unidade, militares compareceram ao local dos fatos onde segundo denúncia via 190 de terceiros que transitavam sobre a ponte, havia um corpo feminino submerso no córrego Rico, próximo à Ponte Nova que liga as ruas Rogério Pereira Gonçalves com Sinfrônio Rosa, sendo localizado um corpo submerso no córrego Rico, alguns metros abaixo da referida ponte.

De acordo com a Polícia Militar (PM) o corpo de Cleidimar Barbosa dos Santos, estava vestido com uma blusa escura e despido a parte de baixo com uma calça, cor bege, na altura do tornozelo.

Na saída da ponte, no início da rua Sinfrônio Rosa, haviam algumas marcas de sangue na vegetação e também em uma parte de concreto. Foi acionado a perícia técnica, tendo comparecido ao local a perita Daniela que realizou seus trabalhos.

Nos trabalhos periciais ficou constatado que a pessoa apresentava uma lesão (corte) no supercílio direito, não havendo elementos para confirmar se a morte foi violenta ou não, cabendo apenas a autópsia informar a causa morte.

Os familiares informaram que Cleidimar era usuária de drogas, as vezes se prostituia para sustentar seu vício e estava vivendo praticamente em situação de rua; contaram que Cleidimar saiu de casa no sabado por volta das 22h de Mototáxi, que até por volta de 00h00min ela ainda tava on-line no aplicativo de mensagens whatsapp.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). – https://linktr.ee/JefersonSputnik – Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: