Defesa de Angelina defende que Angelina deve cumprir pena perpétua em Manicômio Judiciário

Existem condições psiquiátricas que podem incluir raiva, agressividade, impulsividade, violência, falta de remorso ou empatia entre os sintomas. Seguindo está argumentação a defesa da ré Angelina, tenta convencer o corpo de jurados, composto por 5 homens e 2 mulheres, sobre a rigidez mental da ré.

Angelina acusou os Agentes de ter forjado a versão de sua confissão.

O promotor de Justiça acusa Angelina, de ser uma pessoa extremamente fria e manipuladora, e disse que vai abrir investigação sobre acusações feitas por Angelina em relação aos policiais Civis e caso provado culpa os agentes serão penalizados conforme manda a Lei, mas salientou que caso seja comprovada a lisura dos agentes Angelina irá responder criminalmente pelas acusações.

A defesa de Angelina, diz não ter dúvidas que a ré é assassina de Mara, mas que ela seja condenada a “prisão perpétua”em Manicômio Judiciário, através de uma medida de segurança. Condenação que de acordo com os advogados é perpétua porque Angelina, nunca vai recuperar a sanidade mental.

A defesa salientou ainda que Angelina é um risco eminente para ela e para as demais detentas que dividem cela com ela.

O julgamento deve se arrastar até às 00h30m.

Matéria em Atualização

Comentários

%d blogueiros gostam disto: