Taxista cai no golpe do falso promotor de justiça e perde R$ 4,2 mil em João Pinheiro

Um estelionatário se passou por Marcos Vinícius de Moraes, dizendo ser Promotor de Justiça para aplicar um golpe em um taxista de João Pinheiro. O prejuízo foi de R$ 4,2 mil.

Segundo o boletim de ocorrência, o farsante ligou para o Presidente da Câmara Municipal de João Pinheiro, em seguida, pediu o telefone de um motorista profissional para que ficasse à sua disposição durante o tempo de permanência na cidade.

O marginal combinou pagar R$ 400,00 a diária do taxista, Leandro do Táxi, de 38 anos, e enviou uma TED, que nunca foi creditado, no valor de R$ 3,1 mil.

Alegando que havia feito a transferência acima do valor combinado, solicitou que fosse feita a devolução, de R$ 2,1.

A vítima fez dois PIX no valor de R$ 2.1 cada para contas em nomes de duas mulheres. O golpista fez várias ligações através do número (31) 9-7264-6771, ofereceu a quantia de R$ 4 mil, para que Leandro fizesse um favor para ele, e que daria a Leandro a quantia de R$ 500 de juros.

Leandro, disse que percebeu que havia caído em um golpe tendo ligado para o Presidente da Câmara Municipal de João Pinheiro, que disse que não conhecia tal pessoa e que havia recebido a ligação do homem e apenas indicado Leandro e mais dois outros taxistas, par o homem que solicitava pelo serviço de taxistas.

A transferência foi cancelada antes de ser debitada.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: