Vet Liu — Tártaro em Cães — O que é e o que pode causar?

O tártaro em cães é uma verdadeira porta aberta para o surgimento de várias outras doenças mais graves. Entenda como tratar e evitar o tártaro em seus cães aqui!

Assim como acontece com nós humanos, nossos amigos pets também precisam de uma higiene bucal para evitar complicações e doenças. A doutora Francislaila, medica veterinária da clínica veterinária Vet Liu, vai nos responder algumas perguntas e nós explica, sobre o tártaro em cães.

P- Doutora o que é o tártaro em cães?

R- Nada mais é que uma placa de bactérias que surge pelo acúmulo de restos de comida nos dentes do cão e que não é retirada corretamente.

P- Existe algum risco ao animal?

R- Na fase avançada há o risco de perda dos dentes e até de óbito, já que pode haver contato com algum vaso sanguíneo, o que aumenta a área de alcance da bactéria, resultando em infecções generalizadas. A inflamação crônica e bactérias em excesso geram distúrbios principalmente nos rins e no coração.

P- Quais os sintomas?

R- Um dos primeiros sintomas é o mau hálito, que indica que a placa bacteriana está se acumulando. Além disso, podem ser observados dentes com coloração amarelada ou amarronzada – resultado da proliferação de bactérias -, sangramento gengival, e até falta de apetite devido à dor durante a mastigação causada pela inflamação da gengiva.

P- É normal o Pet ter mau halito?


R- Não. Ter um cachorro com mau hálito não é normal e ele precisa de cuidados.

P- Como evitar o tártaro?

R- Uma das maneiras mais fáceis de evitar que o tártaro em cães atinja seu pet é escovar os dentes de seu amigão diariamente, desde pequeno. Dessa forma o cão terá desde filhote o costume de permitir que o dono escove seus dentes, sem se tornar arisco ou arredio com a nova rotina de escovações. Mas e se não for possível escovar os dentes do meu cão todos os dias? Se não for possível escovar os dentes do seu cão todos os dias, o mais indicado é que a escovação seja feita pelo menos três vezes durante a semana para evitar que o cálculo dentário se forme. É importante lembrar que não devemos nunca usar nossas escovas ou pasta de dente nos nossos cães, eles devem possuir sua própria escova e pasta de dentes que são específicos para cães e não fazem mal para sua saúde.

Além disso, também é importante que o cão não coma alimentos que não sejam ração ou petiscos específicos próprios para cães. Outros tipos de alimentos, por mais saborosos que sejam, aumentam as chances do seu pet desenvolver o tártaro canino, pois por serem mais macios, se acumulam mais facilmente entre os dentes dos nossos animais.

P- Como é o tratamento de tártaro em cães?

R- Além da escovação dos dentes, é importante que o cão seja levado periodicamente ao veterinário para que ele examine as condições dos dentes do cão, realizando uma limpeza de tártaro no cão se for necessário. Esse procedimento é feito com o cão acordado ou levemente sedado, mas é um processo rápido e o cão volta no mesmo dia para casa.

Para cães que já apresentam um grau avançado de tártaro canino é aconselhável que o veterinário realize um tratamento periodontal no cão. Esse procedimento é mais demorado e trabalhoso, e precisa que o cão leve anestesia geral. Isso porque no tratamento o veterinário irá afastar as gengivas do cão para fazer a limpeza, pois é por ali que as bactérias entram no resto do corpo do cão, causando doenças como meningite, insuficiências renais e cardíacas, bronquite, artrite entre várias outras e, infelizmente, algumas dessas doenças não possuem cura.

Por isso, procure manter a saúde de seus cães sempre em dia, mantendo o seu amigo saudável e feliz.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: