fbpx

Casal mata filha, Esposa estava gravida e padrasto não aceitava a menina

Casal mata filha, Esposa estava gravida e padrasto não aceitava a menina. O casal se diziam ser evangélicos, Ana Cristina Farias Campelo de 24 anos, que estava grávida, ela e seu marido Franciel Lopes de Macedo, teriam matado a própria filha.

Em algumas imagens na rede social, é possível ver a mulher gravida de alguns meses. Segundo as investigações, Ana Cristina Farias Campelo mãe da vítima Maria Esther Farias Campelo teria agredido a menina. O casal de evangélicos chegou a denunciar um falso sequestro da garota ao 29º Distrito Policial, na Pajuçara, em Maracanaú-AL.

Franciel Lopes de Macedo 30anos, era padrasto de Maria Esther. Ele e a companheira abandonaram o corpo da menina em um terreno localizado em Pacatuba, cidade vizinha.

Após ter as informações da falsa denúncia de sequestro a Polícia Civil fez verificação das imagens de câmera de segurança por onde eles passaram.

A polícia percebeu que nenhum carro os abordou, conforme o casal de evangélicos relataram. Ana Cristina e Franciel transitavam de bicicleta com a menina. De acordo ainda com os investigadores, que não esboçava nenhum movimento. Porém, mais tarde, em depoimento, o casal confessaram que a menina foi morta na casa da família, no bairro Canidezinho, em Fortaleza.

Segundo o padrasto Franciel, o crime foi cometido com requinte de crueldade.

O casal agrediu a criança na noite de segunda-feira (19). O motivo seria porque Esther chorava muito frequentemente.

Após agredirem a menina deitaram a vítima e foram dormir. Somente na manhã seguinte que o casal, percebeu que a menina já estava sem vida. Eles então planejaram e executaram uma versão de rapto.

Franciel não era casado com Ana Cristina. De acordo com postagem em sua conta do facebook, eles apenas moram juntos. “Amigados”, como fez a publicação.

Alguns vizinhos do casal e até mesmo os familiares, contaram que as agressões eram corriqueiras. Franciel, padrasto da menina, não aceitava ela porque a estava grávida.

Ana Cristina Farias Campelo não tem antecedentes criminais. Já Franciel Lopes de Macedo, na responde justiça por ameaça. A mulher e seu o Casal de Evangélicos foram presos em flagrante pelo homicídio. Acrescentou ainda ocultação do cadáver.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: