Estuprador em série é preso pela Polícia Civil em Uberlândia, quando ele se escondia no teto de uma igreja

Delegadas Lia Valechi e Ludmila Pinto Borges Carneiro prestaram esclarecimentos nesta manhã I Foto: Igor Martins/Diário de Uberlândia

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, prendeu ontem (terça-feira, 21), à noite, em Uberlândia, um homem de 32 anos, acusado de atacar mulheres na cidade. O investigado foi preso por uma equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), quando ele se escondia no teto de uma igreja evangélica no bairro Shopping Park.

Segundo as delegadas Lia Valechi e Ludmila Carneiro, que comandaram as investigações, o homem nega as acusações. Porém, segundo elas, as provas colhidas durante as investigações apontam que ele é o autor dos estupros. Ao todo, o homem é suspeito de cometer quatro estupros consumados e um tentado e vinha agindo na cidade desde janeiro.

Desde o primeiro caso, a Polícia Civil investigava o fato e com a sequência dos crimes, todo um serviço de inteligência e apuração foi executado visando a sua captura. Nos últimos dias, após identificá-lo e reunir provas suficientes contra ele, as delegadas pediram a prisão preventiva dele, decretada pela 2ª Vara Criminal de Uberlândia e, ontem, à noite, a prisão do investigado foi realizada..

As delegadas destacaram que o homem trabalhava como serviços gerais. Com base nos depoimentos das vítimas, e na coleta de materiais genéticos, foi possível chegar ao acusado, que foi ouvido hoje (quarta-feira, dia 22), pela manhã, na repartição policial e encaminhado para o presídio Uberlândia 1.

O caso teve repercussão na cidade, mas, segundo a delegada Lia Valechi, todo empenho foi feito para identificar e prender o acusado. “Ele está preso. E vai responder pelos crimes que cometeu”, ressaltou a delegada, acrescendo, ainda, que o investigado tinha sido condenado por estupro em 2016. A delegada destacou o trabalho investigativo de sua equipe, aliado às provas periciais, especialmente o exame de material genético/DNA, que possibilitaram o êxito na apuração e consequemente a prisão ontem à noite.

Os crimes tiveram início em janeiro, quando a vítima foi uma mulher de 19 anos, atacada no bairro Shopping Park, mas o estupro foi tentado. A segunda investida foi em fevereiro, no bairro Gávea, quando ele atacou uma jovem também de 19 anos, em frente a um shopping da cidade. O terceiro ataque foi também em fevereiro, no bairro Novo Mundo contra uma mulher de 29 anos.

Sempre agindo com violência e ameaças contra suas vítimas, o homem continuou atacando. Em abril, ele voltou a atacar no bairro Shopping Park e a vítima foi uma mulher de 18 anos. O último foi em maio. Ele atacou uma mulher de 23 anos, no bairro Novo Mundo. “Todas as provas colhidas apontam para ele. Agora ele vai ficar à disposição do Poder Judiciário”, declarou a delegada.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: