Pai e filho são presos pescando: “Os peixes era para pagar contas de água” Diz a esposa que pede ajuda a população

A motivação do pai de família para ir pescar foi a falta de dinheiro para pagar as contas de água que chegam ao valor aproximado de R$2.900.

Pai e filho, de 38 e 16 anos, foram presos em flagrante por pesca ilegal no Rio da Prata, nesta quarta-feira (22). A atividade é proibida no Rio da Prata.


De acordo com a esposa Deliene de Souza Silva, 33 anos, uma equipe da polícia estava em patrulhamento no Rio, quando chegaram ao seu esposo Hailton Marques Matias que estava com alguns peixes dentro de um balde com água e vivos.

A dupla, presa em flagrante por pesca ilegal, foi encaminhada para Patos de Minas, onde permanecem à disposição da Justiça. Uma fiança de R$1.100 foi estipulada para que o pai de família seja liberado. Material usados na pesca foram apreendidos juntamente com os pescados.

A família Deliene de Souza Silva, 33 anos e Hailton Marques Matias, 38 anos, foi assunto em João Pinheiro, durante toda a semana, devido uma matéria do Portal de notícias JPAgora, de um pedido de ajuda para a família que já estava até faltando o que comer em casa.

Neste momento com 7 filhos um deles acidentado a esposa pede socorro para conseguir o dinheiro para tirar o marido da cadeia, que foi preso pescando em uma tentativa desesperada para conseguir os peixes para vender e pagar as contas.

Telefone (38) 9.9804-9993 Rua: Regina Gomes, número 93 (casa fica atrás do CAIC). Contribua com qualquer valor PIX para o CPF 064.201.376.40, titular da conta Hailton Marques Matias, marido de Deliene.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do  YouTube ,  receba diariamente através do WhatsApp  (CLIQUE AQUI) .  Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em  NOTÍCIAS .  Siga o jornalista Jeferson Sputnik no  Twitter ,  Instagram  e  Facebook. Envie informações à redação do portal por e-mail:  [email protected] .  

Para vagas de emprego em João Pinheiro clique aqui.

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: