fbpx

Aluno mata Professor a facada dentro de escola em Águas Lindas

O aluno teria ficado insatisfeito por ser cortado de um projeto na escola e foi tirar satisfação com o professor que era coordenador, o que resultou no crime

A Polícia Civil de Goiás acredita que o estudante Anderson Silva, 18 anos, teve um surto psicótico. O jovem é acusado de esfaquear e matar o professor e coordenador pedagógico Bruno Pires de Oliveira, 41, nesta sexta-feira (30/08/2019), na Escola Municipal Machado de Assis, em Águas Lindas de Goiás.

Arma do crime. Foto: Reprodução

O professor, Bruno Pires, defendeu que ele saísse do projeto de esporte por causa das baixas notas e ele deu uma faca nele na frente de outros funcionários e fugiu de moto logo em seguida.

Segundo o delegado plantonista de Águas Lindas, Rodrigo Mendes, Anderson “estava muito nervoso” na última aula do dia, por volta das 11h55. O suspeito se encontrou com Bruno no estacionamento, no momento em que o professor se dirigia até a sua moto para retornar a casa, ocasião em que o rapaz desferiu um único golpe de faca e fugiu. A lâmina perfurou o fígado do docente, que tinha contrato temporário.

“Bruno entrou na sala dos professores e disse que o ‘Anderson Grandão’ o havia atacado. Uma professora nem acreditou e chegou a sair para ver se encontrava o jovem. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital”, detalha o delegado Mendes.

O apelido “Grandão” foi usado pelo educador para se referir a Anderson, pois ele é bem mais alto do que colegas de turma. Aos 18 anos, ele cursa o 9º ano do ensino fundamental, com alunos entre 14 e 15 anos de idade.

O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, se pronunciou sobre o caso. “Neste momento de dor, peço a Deus que conforte familiares e amigos. O professor nos deixa um legado muito importante. Ele foi um grande exemplo de educador, com caráter e responsabilidade.”

ÁGUAS LINDAS EM LUTO
Hoje Águas Lindas está em luto! É com tristeza que recebi a notícia que um professor de nosso município perdeu a vida de forma tão cruel. O professor e coordenador do Colégio Estadual Machado de Assis, Bruno Pires foi atacado por um aluno e não resistiu.
Mais uma vez somos testemunhas da inversão de valores, onde a figura do professor não é mais respeitada. É lamentável assistir tamanha brutalidade. A violência precisa acabar, não podemos ser reféns da marginalidade. A escola é lugar de aprendizado, lugar que deve ser seguro para nossas crianças e servidores.
Neste momento de dor, peço a Deus que conforte familiares e amigos. O professor nos deixa um legado muito importante. Ele foi um grande exemplo de educador, com caráter e responsabilidade.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: