Anvisa confirma terceiro surto do fungo Candida auris no país

A Anvisa confirmou agora há pouco o terceiro surto do fungo Candida auris no Brasil. É no Hospital da Restauração, no Recife, em Pernambuco, e foi confirmado após a análise do Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia. 

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, pelo menos dois pacientes foram diagnosticados com a doença. Os dois deram entrada no hospital no ano passado. Um homem, de 38 anos, teve alta no dia 30 de dezembro. Já uma mulher de 70 anos morreu no dia 5 deste mês. Um terceiro caso suspeito, que está em investigação laboratorial.

Ainda segundo a Anvisa, nessa situação o surto é caracterizado pelo surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país – mesmo que fosse apenas um paciente.

A Anvisa informou que o Hospital da Restauração já estabeleceu medidas de precaução e adotou ações para prevenção e controle do surto. A força-tarefa nacional foi acionada e várias ações de vigilância, monitoramento, prevenção e controle foram intensificadas. Essa força-tarefa é composta por instituições públicas de saúde locais e nacionais.

A Candida auris é um superfungo, resistente a diversos remédios – o que dificulta o combate à infecção. Além disso, é difícil de identificar, porque costuma ser confundido com outras leveduras. Desde 2016 a Organização Mundial da Saúde alerta sobre o risco de surtos desse fungo na América Latina. No Brasil, o primeiro caso de Candida auris foi relatado em 2020.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: