fbpx

Homem é preso em João Pinheiro com identidade falsa

Durante abordagem policial o autor apresentou uma carteira de identidade falsa em nome de Marcus Vinicius Gonçalves, após a policia verificar o banco de dados constatou que o documento na verdade pertencia a uma pessoa por nome Eurípedes Barbosa Silva. Diante da situação o homem confessou sua identidade verdadeira tratando-se de V.G.C, ele contou aos policiais que comprou o documento falso na cidade de Uberlândia-MG, por R$ 1.500, mas que não conhecia a pessoa que vendeu o documento para ele.

Atribuir-se ou atribuir a terceiros falsa identidade para obter vantagem em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem. Detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) ano, ou multa de R$ 2031,72, se o fato não constitui elemento de crime mais grave.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: