fbpx

Tenente da PM ameaça matar Romeu Zema

Secretaria acredita que ameaça direta à vida do governador de Minas Gerais se trata de um ato em “caráter isolado”

Neste fim de semana um tenente-coronel da reserva, Domingos Sávio de Mendonça, fez uma gravação ameaçando de morte o governador Romeu Zema (Novo).

“Tem que me matar, porque, se não me matar, eu mato o Romeu Zema, eu mato o Romeu Zema porque há injustiça aí. Eu sou um homem de bem, meus filhos, meu pai e meus irmãos sabem que eu sou um homem de bem. Então eu matarei Romeu Zema”, disse em parte do áudio gravado na última sexta-feira (23); ouça a seguir.

“Romeu Zema está deixando os servidores à míngua, com salários parcelados, atrasados, e sem reposição de perdas para garantir de mordomias e privilégios de quem já ganha muito. Somos a França de 1779”, falou.

Em suas redes sociais, Mendonça garante que assumirá as consequências de sua fala e admite que já cogitou matar Zema em várias ocasiões. “É um empresário insensível, que enriqueceu e não está nem aí para o servidor”, Disse ele.

A Polícia Militar de Minas Gerais, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que apura o ocorrido e garante que o tenente será punido disciplinarmente, caso se confirme a transgressão.

A Secretaria de Governo confirmou, nesta terça-feira (27), que serão tomadas “todas as medidas judiciais cabíveis” e ‘buscará o rigor máximo da lei para combater posicionamentos como o mencionado’.

Quanto a isso, a Secretaria garantiu que “apesar da grave situação financeira por que passa o Estado, com um déficit orçamentário previsto para o ano de R$ 15 bilhões e um rombo de R$ 34,5 bilhões herdado da gestão anterior, a administração tem por princípio o diálogo franco (…) com todos os sindicatos envolvidos em negociações relativas às categorias”. 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: