fbpx

Mais de 400 pássaros com destino a João Pinheiro são apreendidos em Blitz no DF

O Veículo foi parado pela PM, em Ceilândia o motorista um jovem de 26 anos, que se identificou como motorista de aplicativo e que estava com destino a João pinheiro, para fazer entrega das aves.

Policiais militares do Grupo Tático Ambiental (GTA) recuperou as 400 aves silvestres na manhã desta última quinta-feira (25/7).

A apreensão ocorreu em um ponto de bloqueio montado pela polícia na DF-180, em Ceilândia. As aves, dentre elas curiós, coleirinhos e caboclinhos, estavam divididas em sete caixas de transporte.

A equipe de jornalismo do Sputnik Voz doPovo, entrou em contato com (DIVICOM), em brasilia e nos foi informado que compareceu a 24ª DP uma equipe da PMDF conduzindo coercitivamente um jovem, de 26 anos.

De acordo com os policiais, o envolvido foi abordado na DF180, no momento em que conduzia seu veículo e passou por um ponto de bloqueio da PM.

Durante as buscas, os policiais encontraram sete caixotes de madeira no porta malas do veículo, onde se encontrava aproximadamente 400 pássaros de espécies variadas distribuídas entre elas, FOI ENCONTRADO TAMBÉM UM SACO PRETO COM 21 PÁSSAROS MORTOS.

Perguntado o sobre a origem e o destino dos animais, o jovem respondeu que não poderia falar onde adquiriu, mas levava-os para João Pinheiro – MG.

Foi encaminhado para a PRF os caixotes e o autuado para apresentação, em seguida foi conduzido à 24ª DP, onde a autoridade policial confeccionou a ocorrência.

O conduzido, orientado sobre os seus direitos e garantias constitucionais, respondeu que é motorista de aplicativo e estava realizando o transporte contratado por uma pessoa de que se negou dizer o nome, ele relatou ainda que não sabia dizer a quantidade de pássaros que ele transportava.

A autoridade policial determinou a lavratura do termo circunstanciado, no qual figura como autor de fato definido, como infração penal de menor potencial ofensivo tipificada.

Os exames periciais necessários foram requisitados.

Os pássaros foram encaminhados via memorando para o

Centros de Triagem de Animais Silvestres (CETAS)

O autor do fato, após a lavratura do termo, assumiu o compromisso de comparecer ao Juizado Especial Criminal. não foi imposta prisão em flagrante, nem foi exigido fiança.

o caso foi apresentado no Jornal do Sputnik Voz do Povo, na noite desse sabado (27). Veja…

Comentários

%d blogueiros gostam disto: