Copasa se reúne com lideranças nas cidades de João Pinheiro e Paracatu 

Com o propósito de dar mais transparência à prestação de serviços e promover uma maior proximidade com a população, buscando a melhoria na operação dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) promoveu, na última quarta-feira (08/06), reuniões com o Corpo de Bombeiros Militar de João Pinheiro e com a presidente de um bairro de Paracatu. 

Durante os encontros, representantes da empresa falaram sobre os investimentos feitos nas cidades; apresentaram um balanço dos serviços executados durante todo o ano de 2021 e expuseram melhorias realizadas e previsões de investimentos.  

A equipe da Copasa aproveitou a oportunidade para também esclarecer  dúvidas sobre manutenções, como retirada vazamentos, que podem ser causados por diferentes fatores, desde tempestades e obras realizadas por terceiros até o tráfego de veículos pesados incompatíveis com as vias ou desgaste natural em decorrência do tempo, e ainda para falar da importância da utilização correta das redes de esgoto, evitando canalizar água da chuva para as redes coletoras e não jogando objetos sólidos nos vasos sanitários, a fim de evitar entupimentos.  

Em Paracatu, a empresa se reuniu com Gisele Cerqueira Barros, presidente do bairro Amoreiras II. Na ocasião, os representantes da Companhia mostraram que, em 43 anos de operação, mais de R$ 210 milhões foram investidos na implantação, melhoria e expansão dos sistemas de abastecimento e de esgotamento sanitário do município, o que resultou em duas Estações de Tratamento de Água (ETA) que tratam mais de 233 litros por segundo; 12 poços profundos; e 345.397 metros de redes de distribuição, além de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) com capacidade para tratar 128,22 litros de esgoto por segundo; e 303.707 metros de redes coletoras.  

Além disso, por meio do Pró-Mananciais, programa de proteção e recuperação de microbacias hidrográficas da Copasa, já foram direcionados R$ 426 mil para preservação ambiental na cidade. A estimativa é de que mais R$ 300 mil sejam aplicados no município em 2022. 

Durante o encontro também foram mostrados o andamento das obras do reservatório de acumulação, de setorização e das intervenções para operacionalização dos poços, que vão eliminar problemas como intermitências causadas por aumento abrupto no consumo de água. As intervenções vão agilizar a normalização do abastecimento no caso de interrupção emergencial para realização de manutenções. A atuação da empresa no município também foi destacada. Somente em 2021, 2.750 manutenções foram realizadas nos sistemas, além de 202 novas ligações de água e 1.129 de esgoto. 

Já em João Pinheiro, o encontro foi com o Corpo de Bombeiros Militar. A Copasa opera o abastecimento da cidade desde 1976 e, em 2003, assumiu o esgotamento sanitário. Até hoje, mais de R$ 81,5 milhões foram investidos no local, gerando uma ETA com capacidade para tratar 75 litros por segundo; uma ETE capaz de tratar até 50 litros por segundo; 200.615 metros de redes de fornecimento de água e 177.595 metros de redes coletoras.  

Os colaboradores apresentaram um balanço das atividades executadas em 2021, enfatizando o comprometimento das equipes administrativas, técnicas e operacionais, que atuaram em 1.188 manutenções, entre corretivas e preventivas; na instalação de 193 novas ligações de água e 269 de esgoto; além de informar que, ainda neste ano, cerca de R$ 15 milhões serão aplicados em obras para expansão e melhoria do sistema de abastecimento. 

Em relação às ações executadas pelo Pró-Mananciais em João Pinheiro, desde 2017, foram investidos R$ 354 mil. Para continuar desenvolvendo atividades de proteção e recuperação das nascentes, a estimativa é que, neste ano, o município receba mais R$ 370 mil. 

Nas reuniões, os profissionais também expuseram os canais de relacionamento da Copasa e pediram a ajuda na disseminação desses meios de contato. “Fazemos rondas periódicas pelas cidades, mas temos uma quantidade gigantesca de redes, além de elevatórias. Por isso, o apoio dos moradores e autoridades é fundamental. Sempre que alguém verificar alguma anormalidade deve entrar em contato com a Copasa. Isso contribui para a prestação de serviços de maneira eficiente, pois, nos informando um problema, temos condições de mobilizar equipes para agilizar sua solução”, ressaltou o gerente regional, Saulo Bernardes. 

Canais de relacionamento  

Para agilizar o atendimento às demandas relacionadas ao abastecimento, esgotamento ou tarifação os clientes devem entrar em contato com a empresa diretamente pelos canais de relacionamento, que são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, informando o endereço completo do imóvel. O contato pode ser feito pelo site www.copasa.com.br; aplicativo Copasa Digital ou telefone 115 ou 0800 0300 115. Há ainda o WhatsApp (31 9 9770-7000), que funciona das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, com exceção de feriados. 

Programa de visitações  

As visitações fazem parte dos projetos institucionais da Copasa no âmbito da Unidade de Negócio Oeste (UNOE): “Copasa em Seu Bairro” e “Visita aos Formadores de Opinião”, programas que visam uma maior aproximação entre a empresa e a comunidade, para ouvir demandas dos clientes e buscar atendê-las da melhor forma, consequentemente, melhorando cada vez mais a prestação de serviços. Esta primeira edição teve como foco a apresentação do projeto. A intenção é promover o encontro mensalmente, com lideranças locais e moradores. Um cronograma de encontros já está em planejamento. 

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: