fbpx

Golpistas forjavam casamentos com mortos para receber pensão do INSS

Grupo falsificava documentos públicos e particulares para obter benefícios previdenciários e assistenciais no Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) desarticulou, na manhã desta quinta-feira (9/6), associação criminosa especializada em fraudes contra a Previdência Social em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. A investigação apurou que a quadrilha forjava, com documentos falsos, casamentos inexistentes entre o segurado previdenciário falecido que não deixou dependente válido e um suposto companheiro.

Dessa forma, o grupo pleiteava benefícios previdenciários e assistenciais, sobretudo pensões por morte. Até o momento, as investigações contabilizam cerca de 700 casos de subsídios concedidos com indícios de irregularidades. Essa ocorrências geraram desvios orçados em R$ 21 milhões.

Além disso, os criminosos contavam com a participação ativa de servidores do INSS, que criavam as tarefas e movimentavam os sistemas informatizados da Previdência Social.

Outro modus operandi identificado com as investigações dava-se mediante a reativação, sem pedido, de benefícios previdenciários previamente suspensos/cessados, ou que estavam com pagamentos represados.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: