fbpx

Casal é preso por gravar e permite que a filha de 14 anos assista vídeos pornôs caseiros estrelados pelos pais

Polícia investiga homem de 35 anos e mulher de 29 por autorizar acesso da adolescente ao conteúdo pornográfico. Ocorrência foi registrada em Uberaba

Uma dona de casa de 29 anos acabou se enrolando toda ao tentar se vingar do marido, um servidor geral, de 35, na avenida Leopoldino de Oliveira, região central de Uberaba.

A mulher primeiro alegou que foi jogada para fora do carro em movimento, o que não foi comprovado. Depois, nas dependências da casa dela, chamou os militares para uma conversa dizendo que iria delatar uma coisa muito séria do marido.

Os policiais militares, com as antenas do tirocínio ligadas, ouviram da mulher que o marido estava em um site pornográfico — como não tinha imagens de menores não é crime.

Disposta a se vingar, sabe-se lá por que, a mulher disse em alto e bom som que ela e o marido são donos de uma página no mesmo site pornográfico, onde fazem filme pornô e publicam. Até o momento nenhum crime.

Uma cena começou a chamar a atenção dos militares: a filha do casal, uma menina de 14 anos, estava fumando (cigarros comuns) sem parar, aparentemente nervosa com a situação. Foi aí que o casal de atores de filme pornô se deu mal.

O casal contou que faz os filmes pornô em casa e que a filha sabe e até assiste os filmes. Disseram isso com muita naturalidade. O casal tem mais uma filha de 9 anos.

Eles foram levados para o plantão da Polícia Civil e a Delegacia de Orientação e Proteção à Família, prestaram depoimento ao delegado de plantão e, em seguida, foram liberados. Segundo a PM, foi solicitada a presença de uma conselheira tutelar na Delegacia de Plantão da Polícia Civil para o encaminhamento das menores à casa da avó materna. A Polícia Civil instaurou um procedimento investigativo para a apuração dos fatos.

Nota da Polícia Civil

“Em relação ao caso registrado nesta segunda-feira (23/5), em Uberaba, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que a mulher, de 29 anos, e o homem, de 35 anos, foram encaminhados à Delegacia de Plantão, onde foram ouvidos e liberados. Na ocasião, a mulher não representou em desfavor do homem quanto à contravenção penal de vias de fato. Já em relação à situação das crianças, o Conselho Tutelar foi acionado para as medidas cabíveis e a PCMG instaurou um procedimento investigativo para a apuração dos fatos. A investigação encontra-se em andamento”.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: