fbpx

Aviões eram usados para transporte de drogas da Bolívia para o Brasil

A Polícia Militar (PM), recebeu denúncias anônimas informando que quatro indivíduos em atitude suspeita estariam andando no distrito de LUIZLANDIA DO OESTE (JK), em um veículo FIAT/PÁLIO WK, de cor preta, com placa de São Paulo-SP, o veículo teria passando próximo ao BANCO SICOOB de LUIZLANDIA DO OESTE, e que em determinados momentos, chegaram a estacionar o veículo e monitorar a rotina de alguns estabelecimentos comerciais, postos e supermercados e que os indivíduos chegaram a perguntar sobre a rotina dos policiais militares do distrito, índice de criminalidade e rotas das cidades vizinhas.

Diante das informações, a polícia militar início os rastreamentos e nas buscas por mais informações os militares através de denúncia anônima foram informados que dois veículos, um FIAT/PÁLIO, cor escura, e FIAT STRADA, cor branca, com indivíduos suspeitos, aparentemente portando arma de fogo, estariam nas imediações do POSTO PIRAPATOS.

Segundo a denúncia, esses indivíduos trafegavam no veículo FIAT/PÁLIO WK, de cor preta, placa de SP, demonstrando nervosismo em todos os comércios por onde passaram. Ainda segundo informações, os indivíduos compraram grande quantidade de suprimento e água mineral no comércio local e que toda compra foi paga por um dos indivíduos.

Informações davam conta que um outro veículo de cor branca, possivelmente um FIAT STRADA, realizava contatos constantes com os indivíduos que estavam no veículo FIAT/PÁLIO WK, de cor preta, placa SP.

As informações descreviam ainda que os indivíduos se reuniam todos os dias para almoçar em um Posto na rodovia BR365, que nesta reunião sempre estavam muitos indivíduos, aparentemente não residentes do distrito, sempre transitando nos dois veículos, FIAT/PÁLIO, cor preta e FIAT/STRADA, cor branca.

Ante o exposto, os militares se deslocaram ao restaurante apontado onde obtiveram a informação que por volta das 15h30min, cinco indivíduos chegaram ao estabelecimento procurando almoço, que todos foram servidos e que um só indivíduo pagou a conta de todos e em seguida saíram com os veículos com destino ao trevo da rodovia BR365 com BR040.

Durante as diligências para localizar os indivíduos, os militares receberam outra denúncia relatando que os suspeitos tinham feito contato com um adolescente morador de JK.

Após descobrir quem era o morador, os militares deslocaram até a casa dele onde foram recebidos pelo pai do adolescente, o qual juntamente com o menor, esclareceu que foi procurado por quatro homens desconhecidos, os quais realizaram uma compra no valor R$736,00 em roupas com o adolescente.

A todo momento, novas denúncias chegavam aos policiais e entre elas a informação que os indivíduos procurados estavam hospedados em um Hotel, logo as guarnições se deslocaram até o local, onde foram informados que estavam hospedados desde o dia 20 de fevereiro de 2020 os seguintes indivíduos: C.A.S.O de 34 anos, F.A.S.C. de 29 anos, M.S. de 33 anos. Apoiados pela guarnição composta pela polícia militar de João Pinheiro, os militares abordaram os indivíduos, todos no Hotel.

Um dos indivíduos ao ser questionado sobre os motivos do período de estadia, contou várias versões, dando explicações contraditórias. Foi encontrado nos quartos dos suspeitos diversos equipamentos eletrônicos, documentos e dinheiro internacional, aos quais foram apreendidos 03 GPS, 1000 pesos colombianos, roteadores, rastreadores e celulares.

A equipe do GAECO, da cidade de PARACATU/MG, em diligências, abordou J.F. S.R, este, condutor do veículo FIAT/STRADA, de cor branca, alvo de diversas denúncias.

J.F, foi abordado quando chegava ao Hotel a procura dos demais indivíduos que lá estavam hospedados.

Com ele, foram localizados vários equipamentos eletrônicos e dinheiro R$741,60 em dinheiro, $2 dólares EUA, 400 pesos bolivianos, 20 coroas suecas.

O suspeito ao ser abordado apresentou-se com uma carteira de identidade expedida pelo Ministério da Aeronáutica, identificando-se como Coronel da Reserva da FAB, tentando obter algum tipo de vantagem. Posteriormente constatou-se que a carteira de identidade era falsa e que o autor não é Coronel da Reserva, confirmado posteriormente a falsidade da identificação pelo próprio abordado. Já o veículo FIAT/PÁLIO, foi abordado na divisa dos estados MG/SP, pelas polícias militares de ambos estados.

Na abordagem o condutor foi identificado como O.C.S, 43 anos. O suspeito foi abordado e liberado, uma vez que nada ilícito foi encontrado com ele na ocasião.

Ainda em continuidade aos levantamentos, em um dos aparelhos GPS que estavam ligados foi visualizada uma rota de voo, que iniciou na BOLÍVIA vindo para o BRASIL, com parada na ZONA RURAL de João Pinheiro. Partindo das coordenadas visualizadas no aparelho, as equipes policiais saíram em diligência para averiguar o local apontado no GPS. Aproximadamente 72 km da sede do Distrito as equipes adentraram na mata por estradas de chão avistando uma pista de pouso e decolagem de avião em um local inóspito. No final da pista foram encontrados dois AVIÕES, um MONO MOTOR e um BI-MOTOR, porém, nenhum indivíduo foi localizado nas imediações.

Ao realizar as buscas nas aeronaves verificou-se que ambas estavam aparentemente vazias.

Foi encontrado próximo do local, paletes e lona, que foram usados no transporte de algum tipo de produto, possivelmente drogas.

A equipe policial prosseguiu na diligência e aproximadamente 04 km da pista de pouso foi encontrada uma residência, a qual continha em seu interior vários galões, contendo combustível para aeronaves e suprimentos alimentares.

Na residência foi localizado o indivíduo R.E.C.L, de 30 anos, natural da cidade de LIMEIRA-SP.

Em conversa com a equipe policial, este relatou que estava ali para cuidar da pista de pouso e vigiando os suprimentos do local, ele relatou que ganhava R$ 5.000,00 por mês pelo serviço prestado.

Em meio aos materiais desse suspeito foram localizados sete pinos vazios de cocaína, bem como uma nota de R$ 02,00 (dois reais), enrolada, típica de ter sido usada para uso da droga sendo assumido por ele o uso.

Ainda durante as diligências, a equipe policial abordou um indivíduo de nome (G) que é gerente de uma carvoeira perto da pista de pouso/decolagem. Ao ser questionado se tinha conhecimento da pista, este relatou que viu uma máquina Patrol abrindo clarão na mata para fazer a pista, há uns três meses, mas não sabia quem era o responsável pela obra e nem a finalidade desta. Os proprietários do terreno ainda não foram identificados.

Após encontrar as aeronaves, a equipe policial questionou os indivíduos suspeitos buscando obter mais informações sobre os crimes cometidos por eles.

Um deles, M.S, relatou aos policiais militares, que os aviões teriam vindo da BOLÍVIA para o BRASIL com carregamento de drogas; que não sabe dizer se seria com pasta base ou cocaína; que aterrissaram no município de JOÃO PINHEIRO no dia 20/02/2020 e toda a carga foi transportada para o estado de SÃO PAULO no dia 26/02/2020 através de um caminhão baú; que inclusive a informação do caminhão poderia ser verificada através das filmagens de um posto de combustível da região, já que o caminhão foi lavado na noite do dia 26/02/2020 no posto.

O local foi isolado e a perícia técnica da Polícia Civil acionada, compareceu ao local a qual foram realizados os trabalhos.

Quanto à situação das aeronaves foi realizado contato na Agência Nacional de Aviação Civil, que de acordo com o Gerente da ANAC, o avião prefixo PT OKO possui característica de ser avião clonado, pois, os números das plaquetas internas não conferem com o prefixo externo, sendo que o verdadeiro avião PT OKO foi exportado dos EUA para o Paraguai. Esse prefixo diz respeito, portanto, ao avião modelo E58, fabricado por BEECH AIRCRAFT, matrícula 13177, ano 1983 de propriedade de R.O.S.

Já o avião, seria modelo E55, além de ter plaquetas com numeração que não conferem com o prefixo PT OKO, podendo se afirmar, portanto, que se trata de um avião clonado.

O outro avião PT IMO também apresenta característica de ser clone. Esse prefixo diz respeito ao avião ano 1973 de propriedade de F.F.F, fabricado por CESSNA AIRCRAFT, o qual consta com certificado suspenso. Ambos tiveram prefixos bloqueados para voos pela ANAC.

O Gerente disse ainda que se identificando o proprietário do terreno seria movida ação administrativa contra ele uma vez que a pista seria clandestina. O Gerente orientou que os aviões somente poderiam levantar voo de onde estavam com autorização da ANAC e que deveria ser providenciada a remoção dos aviões até o Pátio da ANAC em BRASÍLIA, ou, que fosse nomeado algum Depositário Fiel. Tendo em vista que a pista está localizada a aproximadamente 72 km do DISTRITO DE LUIZLÂNDIA DO OESTE, em local de difícil acesso, bem como tendo em vista a forte chuva que caiu na região nesta noite, o local da pista ficou inacessível e as aeronaves não puderam ser removidas, ficando sob responsabilidade da POLÍCIA MILITAR.

A guarnição policial de JOÃO PINHEIRO irá providenciar, quando possível o acesso, a remoção para o ANGAR da cidade de JOÃO PINHEIRO, sendo necessário desmontar as asas do avião PT IMO.

Quanto ao avião PT OKO, o Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo da PMMG irá fazer contato com a ANAC visando permanecer como depositária fiel do avião após avaliação do mesmo.

Caso, após avaliação, não seja viável que a PMMG permaneça como depositária fiel, o avião também será destinado ao ANGAR da cidade de JOÃO PINHEIRO.

O veículo FIAT STRADA, cor BRANCA, foi apreendido e removido pelo guincho de plantão para o pátio credenciado. Após conferência no sistema ISP, restou constatado que as CNH dos envolvidos, R.E.C.L e J.F. S.R, estão suspensas.

Em que pese não terem sidos abordados conduzindo veículos, as informações dão conta que os dois conduziram veículos nesses dias no Distrito de LUIZLÂNDIA DO OESTE, inclusive, nesta data, o envolvido J.F.S.R, teria chegado ao hotel da cidade conduzindo o veículo FIAT STRADA, fato confirmado pelo próprio. Além disso, durante a abordagem da guarnição policial, o envolvido desobedeceu às ordens e tentou fugir tomando a BR 365.

Já o suspeito (R) disse que veio para a casa na quinta-feira da semana passada conduzindo o veículo FIAT STRADA da cidade de LIMEIRA até a casa próximo à pista de pouso.

O envolvido J.F. S.R, disse que pegou o avião PT OKO na BOLÍVIA, de um boliviano desconhecido e que recebeu a missão de trazer o avião até JOÃO PINHEIRO, nas coordenadas geográficas recebidas por telefone. Que chegou na quinta-feira passada e que permaneceu um dia na casa próximo à pista clandestina, ocasião em que viu um dos envolvidos esconder uma arma pistola Glock mato.

Disse que no dia seguinte foi embora e somente retornou na data da abordagem, quando foi detido no hotel. Disse que na sexta-feira passada chegou o outro avião com outro piloto e mais uma pessoa e que todos ficaram na casa.

A pedido do Ministério Público a equipe do GAECO recolheu os GPS e Celulares para trabalhos periciais e investigativos através dos equipamentos daquele órgão, conforme destinação de materiais apreendidos constante neste REDS.

Haja vista a notória divisão de tarefas e a organização estrutural pessoal e logística, bem como divisão organizada de tarefas, sinaliza-se uma organização criminosa.

Conforme informações dos próprios envolvidos, havia ciência de que estavam operando aeronaves clonadas e utilizando de pista clandestina, portanto, de forma criminosa.

Conforme dizeres de um dos envolvidos, o grupo trouxe drogas (provavelmente pasta base de cocaína) da BOLÍVIA e nos dias antecedentes à abordagem tal droga foi retirada por outros comparsas. Além dos cinco presos nesta data, há que se considerar ainda o outro suspeito O.C.S, que evadiu no FIAT/PÁLIO, e que, apesar de ter sido abordado, foi liberado, pois, ainda não havia, naquele momento, elementos para sua prisão no Estado de SÃO PAULO.

Segundo informações, havia ainda uma HILUX prata, conduzida por um outro comparsa, o qual não teve o nome revelado, dizendo apenas que seria pessoa mais velha, aparentando cerca de 50 anos, barbudo, claro, cabelo preto, o qual teria chegado na sexta, ficando na casa próximo à pista clandestina, e teria ido embora na quarta.

Apesar de não apresentarem lesões aparentes, os presos foram conduzidos para a UPA de JOÃO PINHEIRO, diante dos fatos, todos os objetos foram apreendidos e os indivíduos conduzidos presos até a presença da autoridade de polícia judiciária para demais providências.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: