fbpx

Polícia Militar prende homem e mulher, e apreende menor por ocultação de cadáver em Unaí-MG

O fato aconteceu na madrugada da ultima sexta-feira, 10/01, e começou a ser desvendado depois que a Polícia Militar recebeu informações e iniciou buscas a fim de constatar a veracidade de um suposto homicídio consumado. A vítima seria um homem, o qual ainda se encontrava desaparecido. Ao realizarem os levantamos, os militares obtiveram informações de denunciantes anônimos, relatando que homem manteve um relacionamento amoroso com uma mulher de 36 anos e na madrugada do dia 10/01, essa mulher teria atraído o rapaz para a casa de um indivíduo e que nesta casa, o autor teria assassinado o homem com pauladas e facadas. O autor de 35 anos, juntamente com outros indivíduos, de 22 anos e 17 anos, teria carregado o corpo, colocando-o dentro de carro e transportado para uma área rural da região.

O que pode ter motivado o crime

Segundo informações, a vítima havia recebido um valor de R$ 3.000,00 na data de seu desaparecimento e que a motivação do crime poderia ter ligação com o montante recebido. Durante as diligências, uma guarnição localizou a mulher, a qual relatou que rompeu o seu relacionamento com a vítima e teria conversado com ele ainda no dia 09 de janeiro. Questionada sobre o desaparecimento do homem, inicialmente a mulher disse que não sabia de nada e que não era a primeira vez que ele sumia. Porém, após algum tempo de diálogo, ela relatou que o autor havia lhe procurado na tarde do dia anterior, e dito que havia matado a vítima. Segundo mulher, o autor relatou que teria chamado a vítima até a sua residência para consumir cocaína, onde, aproveitando um momento de distração, esfaqueou a vítima pelas costas, bem como, o golpeou com um martelo nas regiões do pescoço e cabeça. O autor disse ainda que fez o pagamento de R$ 100,00 ao menor, para que este o ajudasse a carregar o corpo da vítima até o carro do outro homem e logo após, ocultaram o cadáver.

Vítima 

Segundo uma testemunha de, 57 anos, a vítima Wilhan Luiz dos Santos, 36 anos, era seu inquilino há uns 06 meses (morava em um cômodo aos fundos), e freqüentemente discutia com a namorada, tendo esta, em data recente, até furtado um cartão magnético pertencente à vítima.

Em continuidade da ocorrência, uma guarnição localizou o menor, na residência de sua avó. O menor relatou que na madrugada de sexta-feira, 10/01, estava na casa do dono do carro, quando, por volta das 03h00min, foram procurados pelo autor, o qual lhes disse que havia acabado de matar a vítima e que o autor entregou uma quantia em dinheiro ao dono do carro para que este transportasse o corpo da vítima em seu veículo. Pouco tempo depois, a mulher chegou ao local dizendo que sabia a senha do cartão da vítima e saiu logo em seguida. Nesse momento os três ocultaram o corpo da vítima.

Outra guarnição, durante patrulhamento pela Rua Celina Lisboa, abordou o autor de 22 anos, conduzindo o veículo utilizado para transportar o corpo. O homem negou participação no crime, dizendo apenas que teria emprestado seu veículo para o menor na data do fato. Após consulta ao sistema informatizado, foi constatado que o condutor era inabilitado e o último licenciamento do veículo seria exercício 2018. O veículo foi removido ao pátio pelo guincho credenciado.

Corpo localizado

O menor levou as guarnições até uma estrada vicinal, na região do “Zico Esteves”, onde o corpo da vítima foi encontrado. A perícia técnica foi acionada e realizou seus trabalhos.
Foram apreendidos os celulares do homem e da mulher, ante a probabilidade de existir conversas sobre o delito entre os envolvidos. O autor do homicídio não foi localizado.

Prisões e apreensão

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão e apreensão em flagrante aos autores, maior e menor infrator pela prática de ocultação de cadáver, os quais foram apresentados juntamente com os materiais apreendidos à delegacia de polícia.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: