fbpx

TEMPORAL CAUSA DESTRUIÇÃO EM CALDAS NOVAS

O final de tarde de domingo (27/10), em Caldas Novas, cidade turística do sudeste goiano, foi pânico e muito susto, é que um temporal com chuva de granizo e rajadas de vento, causou inúmeros estragos na cidade das águas quentes.

Um vídeo gravado dentro de uma farmácia mostra a violência do vento e o momento em que as vidraças do local se quebram com a tempestade. Veja..

temporal causou diversos estragos, como derrubada de árvores, arrancou telhados e fachadas de lojas foram parar no chão, as quais chegaram a atingir alguns veículos.

Segundo informações, a rede elétrica também foi afetada, pois em diversas ruas, cabos elétricos foram rompidos, deixando a cidade sem o fornecimento de energia. Na Avenida Coronel Bento de Godoy, a cobertura de um estabelecimento foi arrancada, atingindo vários carros

Foram 30 quedas de árvores e 10 quedas de postes de iluminação pública; cidade enfrenta falta de energia.

Ao todo, o Corpo de Bombeiros atendeu 20 ocorrências, entre destelhamento de casas, 30 quedas de árvores, 10 quedas de postes de iluminação pública, falta de energia em razão das quedas e também para ajudar nos casos de fachadas de lojas arrancadas pela força da ventania.

A capitã Joice Ferreira, do Corpo de Bombeiros de Caldas Novas, ressalta que as ocorrências foram registradas em toda a cidade e não houve vítimas. A corporação atendeu mais três ocorrências da Defesa Civil municipal: dois alagamentos de pequeno porte e um colapso de edificação, em que a peça de uma estrutura metálica de uma empresa desabou.

Moradores de algumas casas no Setor Serrinha precisaram evacuar suas residências na noite de domingo sob risco de desabamento de um muro que as cerca. “O muro corre sério risco de rompimento porque a água inchou a estrutura de concreto. Então precisamos retirar os moradores e na tarde de hoje [segunda-feira (28)] os moradores poderão voltar às casas para ver como está o muro”, relata a capitã, que acrescenta que várias regiões da cidade estão normalizadas, mas algumas podas de árvores dependem do desligamento da energia elétrica pela empresa fornecedora do serviço, o que ainda não aconteceu.

A Prefeitura de Caldas Novas afirma trabalhar para reduzir os impactos do temporal. Segundo nota da administração municipal, “as ações prioritárias e as equipes responsáveis pela execução do trabalho de recuperação e limpeza da cidade foram definidas e dezenas de servidores públicos de diferentes órgãos estão nas ruas realizando o trabalho de desinterdição de vias públicas do município”.

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Rural e do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Demae) também auxiliam a empresa fornecedora de energia elétrica a liberar as redes de alta-tensão que sofreram avarias em diferentes pontos da cidade.

“Ainda são vários os pontos sem energia, rede de telefonia e sinal de internet na cidade. Segundo informado, o fornecimento, deve ser restabelecido gradualmente tão logo sejam feitos os reparos de cabos caídos, transformadores desarmados, recuperação de antenas de transmissão de internet e cabos de telefonia”, diz a prefeitura.

Classificada como “uma das piores chuvas dos últimos 20 anos” pela prefeitura, a nota diz que ainda não é possível apontar um balanço oficial dos estragos, já que ainda é grande a quantidade de ocorrências em andamento. A capitã do Corpo de Bombeiros, Joice Ferreira, afirma que há muitos anos não acontecia uma chuva forte como a de domingo.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: