fbpx

Vereador solicita prestação de contas de merenda escolar, após, família denunciar alimentos estragados em João Pinheiro

O vereador Mario Luiz (PSD), na última Reunião Ordinária, solicitou via requerimento 06/2021, que foi aprovado em única discussão por 12 votos a 0, que seja prestado esclarecimentos pela Secretaria de Educação, que distribui os alimentos fornecidos via repasse do PNAE – Programa de Alimentação Escolar, para os alunos de toda a educação básica infantil, ensino fundamental e médio, sobre a quantidade de produtos e também sobra a suposta entrega de cesta de merendas com produtos estragados aos alunos da rede pública.

Foi solicitado pelo legislador que os valores gastos com a aquisição da merenda escolar, especificando item por item, incluindo hortifrúti granjeiro, no período de janeiro de 2020 até a data da Reunião Ordinária.

O vereador solicitou também os valores dos repasses feitos pelo PNAE ao município de João Pinheiro, nos anos de 2020, e cópias de todas as notas fiscais de compras das mercadorias destinadas aos alunos da rede pública de forma detalhada e de fácil compreensão.

Durante a Reunião Ordinária, o vereador contou que foi acionado por uma família para verificar a situação de uma cesta de alimentos recebidas por eles, referente a merenda escolar de direito dos alunos que não estão frequentando as escolas devido à pandemia da covid-19. Veja…

O vereador oficializou que os alimentos estavam estragados sem condições para o consumo humano, além de não ter produtos o suficiente para serem distribuídos como uma cesta de alimentos para crianças que de acordo com ele, muitas das vezes contam somente com aquela refeição no dia, e comparou a cesta distribuída pelas escolas municipais com a cesta distribuídas pelas escolas estaduais que contam até com frango congelado.

Em ofício o vereador salientou que o requerimento se faz necessário, no contexto que o vereador na ação do poder legislativo Municipal, tem por objetivo principal a fiscalização dos gastos públicos e é de fundamental importância para garantir que a sua aplicação esteja de acordo com os interesses coletivos.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: