fbpx

Comerciante de 53 anos é assassinado a tiros em Brasilândia de Minas

A polícia militar (PM), foi acionada via 190, na data deste último sábado (15), por volta das 21h05m, onde foram informados que um homem havia sido assassinado na rua Altiva Alves Zica, no bairro Porto.


A polícia militar, foi informada que dois indivíduos encapuzados teriam se aproximado do indivíduo conhecido por “WALMIR CAOLHO” e que eles começaram atirar contra a vítima e em seguida, fugiram do local.


Ao chegar no local informado a guarnição não encontrou a vítima WALMIR GOMES DA MOTA,53 anos, que já havia sido socorrida pelos seus familiares para o pronto atendimento médico municipal. A guarnição questionou as pessoas que se encontravam no local sobre detalhes do crime e as testemunhas informaram que a vítima “WALMIR CAOLHO” se encontrava em seu estabelecimento comercial “BAR E LANCHONETE GOMES, momento em que se aproximaram dois indivíduos com seus rostos encapuzados, portando uma arma de fogo cada um, e desferiram diversos disparos contra “WALMIR CAOLHO” que se encontrava em seu bar conversando com alguns clientes. Após descarregarem suas armas contra a vítima que já se encontrava caída ao solo, os autores fugiram tomando rumo ignorado, uma vez que as testemunhas deitaram no chão para fugir dos disparos, razão pela qual não conseguiram ver maiores características físicas dos autores e nem para, qual direção fugiram.


Após colhidas as informações preliminares, a guarnição imediatamente iniciou o rastreamento nas imediações do bar em busca de identificar e prender os autores do crime, porém, não conseguiu encontrá-los. Em seguida, a guarnição foi até o pronto atendimento médico municipal para saber o estado clínico da vítima, contudo, o médico de plantão informou que a vítima possuía 12 orifícios espalhados pelo corpo e que tinha sofrido no mínimo 10 disparos de arma de fogo. Relatou que a vítima chegou com vida ao hospital, contudo, devido à gravidade dos ferimentos veio a óbito, momentos depois da sua chegada ao socorro médico.

Em contato com os familiares da vítima, estes informaram que não tinham conhecimento de nenhum desafeto da vítima e não apontaram suspeitos. A vítima possuía passagens por alguns crimes e era suspeita de praticar o crime de tráfico de drogas em seu bar, devido, movimentações suspeitas de usuários de drogas em seu estabelecimento comercial e devido denúncias anônimas dando conta da comercialização de drogas no local.

A perita da Delegacia De Polícia Civil De Paracatu compareceu ao local para realização da
perícia.

Segue rastreamento em busca dos autores do crime.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: