fbpx

Mãe é presa acusada de torturar e matar o próprio filho em São Paulo

Criança chegou em hospital com marcas de pancadas e mordidas pelo corpo

Uma mãe foi presa acusada de torturar e matar o próprio filho, de aproximadamente dois anos de vida, na manhã da última 2ª feira (4.jul), no bairro do Grajaú, zona sul da cidade de São Paulo.

A polícia foi acionada depois que a criança deu entrada em um hospital da região, apresentando marcas de pancada na nuca e nas costas, mordidas na região da coluna cervical, osso do cóccix fraturado e com anus lesionado.

Questionada pelos médicos, a mãe Andressa Silva dos Santos afirmou que teria mordido o filho há três dias pelo fato dele estar chorando bastante. Nesta 2ª, ela conta que perdeu a paciência novamente, e mordeu e jogou a criança no berço. Após constatar que o filho parou de chorar, o levou ao hospital.

O pai, Welligton Batista dos Santos, disse que viu a criança chorar na manhã desta 2ª e pediu que Andressa cuidasse dela, pois estaria atrasado para o trabalho. Já em seu serviço, recebeu a ligação do hospital informando o falecimento de seu filho.

O homem também informou aos policiais que há aproximadamente dois anos, outro filho do casal de três meses havia falecido enquanto o mesmo estava trabalhando, porém, não tinha conhecimento de nenhuma agressão por parte de sua esposa.

Mais informações no programa “Impacto Notícias”, a partir das 11Hrs. Acompanhe pelo link https://sputnikvozdopovo.com.br/sertafm e também pela SertaFM 101,5.

Gostou do nosso portal de notícias?

Então siga o canal do YouTubereceba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Noroeste Mineiro, clique em NOTÍCIAS Siga o jornalista Jeferson Sputnik no TwitterInstagram e Facebook.  Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

O conteúdo do Sputnik Voz do Povo é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: