fbpx

Mulher apontada por Angelina como cúmplice no homicídio de Mara presta depoimento via vídeo conferência

Após mais de 2 horas de julgamento, que teve início às 09:30 desta quarta-feira, 11, testemunhas estão sendo ouvidas e uma delas chama muito atenção no caso.

Uma mulher de nome Gilda apontada pela rê Angelina como parceira na autoria do crime contra a vítima Mara Cristina Ribeiro da Silva no ano de 2018 foi ouvida, via vídeo conferência. A mulher nega a participação no crime.

Angelina, assumiu ter cometido o crime e posteriormente apontou Gilda como participante.

Neste momento as testemunhas de acusação estão sendo ouvidas.

O jornalista Jeferson Sputnik, que cobriu toda a situação em João Pinheiro, na ocasião do crime também será ouvido, como testemunha do caso, arrolado ao processo pela defesa, na tentativa de provarem que Angelina, não agiu sozinha.

Matéria em atualização.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: