A SEMCO Engenharia em meio a manifestação de funcionários emite nota sobre questão salarial

Agrominas a Casa do Fazendeiro – Telefone 3561–1387 Plantão nº 38 9–9815–8575 – Rua Aparício Saraiva, nº: 182, Centro de João Pinheiro.

A empresa que tem escritório em João Pinheiro, foi assunto nesta segunda-feira (15), devido a paralização de seus funcionários devido a não pagamentos de salários e horas extras vencidas.

Trabalhadores da empresa SEMCO, que presta serviços para a Via 040, cruzam os braços em forma de protesto, a primeira manifestação foi na região da Barreira, em Conselheiro Lafaiete, no Km 628 próximos a um posto de combustível, onde os mesmos paralisarão a via.

Em João Pinheiro, trabalhadores entraram em contato com nossa e redação e afirmaram que estão com hora extra desde dezembro sem receber; além do salário referente a janeiro.

Diante da situação a empresa procurou a redação do Sputnik Voz do Povo, para se posicionar sobre o assunto. Segue nota.

“A SEMCO engenharia por meio de nota afirma que a direção financeira da empresa já trabalha na solução da questão salarial

O pagamento de funcionários e fornecedores está ligado diretamente a liberação de recursos de algumas contratantes. A SEMCO engenharia e as empresas estão em constante tratativas para apontar juntas a solução desta questão.

Com mais de 11 anos de experiência no mercado de construção civil, a SEMCO Engenharia realiza obras de infraestrutura Rodoviária, entre elas, terraplanagem, pavimentação asfáltica, construção de alça de acesso, praça de pedágio, manutenção e conserva verde e tem toda estrutura para cumprir com as responsabilidades assumidas em contrato.

Reitera ainda que essa é uma situação pontual e que os pagamentos serão realizados nos próximos dias.” Finalizou a SEMCO.

A assessoria da via 040, também entrou em contato com a nossa redação onde informaram que a Via 040 está em dia com os pagamentos de suas empresas contratadas.

Comentários

Copiar com CTRL-C - A republicação é gratuita desde que citada a fonte.
Publicar textos sem dar créditos ao autor é considerado crime

artigo 7º da Lei do direito autoral.

Conteúdo da Editora de Jornal Diário Sputnik Voz do Povo

%d blogueiros gostam disto: