Brasilândia de Minas — Sputnik Voz do Povo, denúncia, furtos e descarte de restos de animais em Aterro Sanitário

Sputnik Voz do Povo, esteve na cidade de Brasilândia de Minas, na última quinta-feira (05), onde foi solicitado a presença da Polícia Militar (PM), em um local conhecido como lixão de Brasilândia de Minas, onde foram apresentadas pelo Sputnik Voz do Povo, as seguintes denúncias. Investimentos do Estado, estariam sendo furtados no local que foi destinado para ser um aterro sanitário.

O material furtado seria uma Geomembrana, um plástico semelhante à lona, que deveria estar fixado no local do aterro, para evitar o vazamento de líquidos no local e a possível contaminação do lençol freático.
Foi observado no local um buraco de aproximadamente 200x por 100x por 20x metros quadrados. Este buraco estava totalmente desprotegido devido à manta plástica que cobria o local ter sido furtada.

A manta Geomembrana, garante a segurança e a não contaminação do lençol freático, em caso de uso do aterro. O material furtado foi adquirido através de recurso público, para o funcionamento do aterro.

A equipe de reportagem do Sputnik, juntamente com a polícia militar, constatou que a manta foi furtada apresentando cortes nas extremidades do material que sobrou no local, cerca de 80% dá Geomembrana foi furtada.

A polícia militar, fez o registro do furto do bem público, é em seguida o caso foi apresentado ao então Secretário de obras Municipal de Brasilândia de Minas, na figura do Sr. Gerson, que foi questionado sobre o caso. O secretário informou que tal material realmente existia e estava instalado no aterro, mas que ele não saberia dizer qual foi o destino do material.

Veja a matéria completa no You Tube

A polícia militar, também procurou o engenheiro civil da prefeitura municipal, na tentativa de esclarecer o que poderia ter acontecido com o material. Por telefone João Evangelista, informou que não saberia dar a localização do material e que entrou em contato com o Prefeito Municipal da cidade de Brasilândia de Minas, Mardem Júnior, que informou que o material teria sido furtado, mas que não saberia precisar a data do acontecido nem quem poderia ser os autores do furto. O prefeito relatou que não procurou a polícia, para registra a ocorrência do material furtado, por intender que o preço do material era irrisório e que não valeria a pena o registro da ocorrência. Estima-se que tenha sido subtraído cerca de 60 mil metros quadrados de material plástico, vedante na cor preta.

Foram apresentadas também denúncias de danos causados ao meio ambiente pelo descarte irregular de lixo tendo a denúncia sido apresentada a Polícia Militar do Meio Ambiente, responsável pela circuncisão do município de Brasilândia de Minas.

A equipe de reportagem do Sputnik voz do povo, também procurou o Prefeito Municipal, Mardem Junior, onde o mesmo foi questionado a respeito do acontecido, onde foi esclarecido várias questões sobre os motivos que o Aterro Sanitário, ainda não está em funcionamento.
De acordo com o prefeito, além da manta que foi furtada, falta um equipamento que ainda não foi adquirido pelo município devido ao alto valor de aproximadamente 400 mil reais.

Denúncia em Aterro Sanitário na cidade de Brasilândia de Minas

Posted by Sputnik Voz do Povo on Sunday, March 8, 2020
Veja a matéria completa no Facebook

O prefeito foi questionado também sobre a presença de catadores que estão no local trabalhando de forma clandestina, sem equipamentos de proteção individual (EPI). Indagado o chefe do executivo relatou já ter feito varias denúncias a polícia, sobre a ação dos catadores, mas que a situação e muito complicada, devido os mesmos residirem próximo ao lixão e que para a prefeitura fazer o controle do local fica totalmente comprometido por causa dos catadores.

Durante a matéria do Sputnik Voz do Povo, uma catadora relatou que seria feito descarte de material hospitalar no lixão. Questionado o prefeito, alegou ser mentira e que a prefeitura tem empresa contratada para fazer o recolhimento de material hospitalar em Brasilândia de Minas e que tal material e incinerado em Patos de Minas.

Diante da situação apresentada ao prefeito o mesmo fez o compromisso com a equipe de reportagem de enviar equipe ao lixão para fazer o controle do local.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: