fbpx

A noite de sexta-feira se inicia com muita tristeza com a morte do senhor João Gonçalves (João Gordo)

João, amava muito seus netos e seus filhos, a imagem que fica dele e de um pai, avô e grande herói. Vamos todos lembrar dele pelo sorriso contagiante.

João Gordo, como era conhecido, estava internado em Patos de Minas, desde o dia 27 de setembro, quando aconteceu o acidente na Br-040, no Km 141, em João Pinheiro, quando o veiculo que ele e a esposa estavam colidiu na lateral de uma carreta carregada de farelo.

Na ocasião João, foi socorrido e chegou ao hospital municipal (P.A), consciente, mas com fraturas expostas nas pernas e passou por procedimento cirúrgico, seu quadro se agravou devido a grande quantidade de sangue perdido e foi transferido para a (CTI) Centro de Tratamento e Terapia Intensiva de Patos de Minas.

A filha de João, Priscila Raquel, iniciou juntamente com o pai uma grande luta pela vida, Priscila iniciou nas redes sociais pedidos por doação de sangue, conseguindo com a prefeitura municipal de João pinheiro a liberação de um veiculo para levar populares e amigos que se solidarizaram pelo amigo João Gordo.   

Na noite dessa sexta-feira (25), o guerreiro João Gonçalves, descansou deixando todos nós com muita tristeza pela sua partida.

A família aguarda os trametes legais para a liberação do corpo.

João Pinheiro, Rural Minas e toda a população chora a partida de um grande amigo de todos.

Enfrentar a perda de um ente querido é um duro golpe. É a despedida mais difícil, e agora que vocês estão passando por isso, meus amigos, eu desejo que nunca lhes falte a força e a esperança.

Pensem que quem partiu apenas seguiu viagem primeiro, e que um dia voltarão a encontrar-se. A morte leva fisicamente a pessoa, mas jamais pode roubar ou apagar a memória de quem foi em vida. E principalmente as lembranças e os sentimentos que ela deixa para trás.

Hoje recordem o seu ente querido com carinho, saudade e muito amor, e assim farão com que a sua memória perdure. Essa é a melhor homenagem que os vivos podem prestar aos mortos.

Força, meus amigos. Quem é amado e lembrado, jamais desaparece completamente.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: