Mães protestam na porta da Câmara Municipal em João Pinheiro pela volta às aulas presenciais

Pais de estudantes de escolas particulares de João Pinheiro, fizeram uma manifestação, na noite desta segunda-feira (10), pelo retorno das aulas presenciais na cidade. O grupo foi para a porta da Câmara Municipal. As escolas estão fechadas há mais de 1 ano devido à pandemia do coronavírus.

O grupo de forma pacifica manifestou o descontentamento em razão do não retorno das aulas presenciais até o momento em João Pinheiro. Com cartazes as mães também criticavam a suspensão das aulas presenciais, com dizeres do tipo “Sabemos o que é melhor para nossos filhos”, “Somos pais, temos o direito de escolher”. (Veja as fotos abaixo)

A equipe de reportagem do S.V.P, conversou com uma das mães e ela falou sobre a manifestação: “O grupo trouxe a preocupação com os direitos constitucionais das crianças e adolescentes que estão há mais de um ano sem poder estar na escola quando a realidade da cidade permite que eles estejam em qualquer outro lugar. O pedido é que os estudos científicos tenham valor, já que todos eles comprovam que as crianças não têm o mesmo potencial de transmissão dos adultos e são, na grande maioria das vezes, infectadas por eles, que saem diariamente para trabalhar”. Disse Jaqueline, mãe de duas crianças de 07 e 05 anos de idade.

Ela salientou ainda que “A questão é simples: ninguém será obrigado, todavia as escolas precisam estar abertas para quem quiser estudar presencialmente.”

Marina Raposo, mãe da Larissa de 07 anos e do Lorenzo de 04 anos, tomou a palavra na sessão ordinária e pediu para que a reabertura segura das escolas fosse prioridade para os governantes do município.

O grupo, depois de ser ouvido, pediu espaço para apresentar estudos na próxima reunião e se disse determinado a não desistir da luta pelo direito das crianças e adolescentes.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: